Regras do Judô - Regulamentos

Credenciamento Nacional de Técnicos (CNT) da CBJ 2019

Credenciamento Nacional de Técnicos (CNT) da CBJ 2019
CNT da CBJ visa a agilizar os procedimentos de participação e dispor de uma melhor organização e o conhecimento antecipado de quais são os técnicos aptos a atuarem nos eventos do calendário anual da CBJ.   

CNT da CBJ 2019, em PDF

Credenciamento Nacional de Árbitros (CNA) da CBJ 2019

Credenciamento Nacional de Árbitros (CNA) da CBJ
CNA da CBJ visa a agilizar os procedimentos de participação e dispor de uma melhor organização e o conhecimento antecipado de quais são os árbitros aptos a atuarem nos eventos do calendário anual da CBJ.

CNA da CBJ. em PDF

Exame de Árbitros ao Quadro Nacional de Arbitragem - 2019

Critérios/Requisitos para Exame de Árbitros ao Quadro Nacional de Arbitragem - 2019
Confira os Critérios e Requisitos para Exame de Árbitros ao Quadro Nacional de Arbitragem CBJ, 2019.

Documento da CBJ. em PDF

Regulamento Técnico 2019

Regulamento Técnico 2019
Confira as condições de participação dos atletas nos eventos; registro, renovação e transferência de atletas na FMJ e muito mais!

Regulamento 2019, em PDF

Regulamento Nacional de Eventos RNE-CBJ 2019

Regulamento Nacional de Eventos RNE-CBJ 2019
Confira documento oficial que contempla as regras e normativas dos eventos promovidos pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) no âmbito nacional.

Regulamento Nacional de Eventos CBJ 2019, em PDF

Regras de Arbitragem do Judô ‐ FIJ 

Regras de Arbitragem do Judô ‐ FIJ
Explicação detalhada das Regras de Arbitragem do Judô ‐ FIJ 2018

Arbitragem do Judô ‐ FIJ 2018, em PDF

Regulamento para Outorga de Faixas e Graus 2018

Regulamento para Outorga de Faixas e Graus 2018
Conselho Nacional publica novo Regulamento para Exame e Outorga de Faixas e Graus 2018.

Regulamento Outorga de Faixa, em PDF

Código de Ética CBJ

O Código de Étca da Confederação Brasileira de Judô define os princípios de conduta que devem pautar as atividades esportivas e administrativas da entidade e da comunidade de judô no Brasil.

Leia o Código de Ética da CBJ na íntegra

Normatização de Transferências Interestaduais de Atletas 2018

O presente documento visa normatizar o processo de transferências interestaduais dos atletas de judô do ano de 2018; determinar as responsabilidades e deveres da CBJ e Federações filiadas durante o processo.

Confira o documento da CBJ na íntegra

CAMPEONATO BRASILEIRO DE VETERANOS

Artigo 1º - Atendendo o disposto nas NORMAS GERAIS PARA EVENTOS NACIONAIS da
Confederação Brasileira de Judô – CBJ, em seu Artigo 7º, Parágrafo único, através do
presente REGULAMENTO ESPECÍFICO, ficam, por este documento, estabelecidas as
normas para o Campeonato Brasileiro de Veteranos.

Artigo 2º - O Campeonato Brasileiro de Veteranos será disputado nas formas,
Individual com divisão por faixa etária e peso e por equipe.

Artigo 3º - O Individual será disputado nas seguintes classes de idade e categorias de
peso corporal, constantes nas tabelas abaixo.

Federação Mineira de Judô
Artigo 4º - Adicionalmente, poderá haver disputas por equipes formadas entre atletas de uma mesma federação que tenham (os atletas) participado da competição individual.

Parágrafo único – A disputa por equipes só ocorrerá se houver, no mínimo, a representatividade de 03 (três) federações distintas, tanto no Masculino como no Feminino.

DAS INSCRIÇÕES

Artigo 5º - Para participar do Campeonato Brasileiro de Veteranos a federação deverá satisfazer as seguintes condições:

a) Confirmar a participação junto à Confederação Brasileira de Judô e a federação organizadora, com a antecedência prevista em circular;

b) Encaminhar à CBJ e à federação organizadora a inscrição de seus atletas e dos membros da Delegação, com antecedência mínima de 10 (dez) dias do evento;

c) Apresentar (o/a atleta) a carteira de identificação da CBJ ou da sua federação, constando estar com sua anuidade em dia; d) Não estar cumprindo punição;

e) Apresentar o Formulário de Inscrição padrão devidamente preenchido;

f) Apresentar ATESTADO MÉDICO individual ou coletivo, em que conste estarem os atletas em pleno gozo faculdades físicas e mentais e em condição de participar do evento competitivo, juntamente com a assinatura da ficha de isenção de responsabilidades e riscos;

g) Cada federação poderá inscrever qualquer número de atletas, em cada categoria de peso e classe, de acordo com as tabelas constantes do Artigo 3º do presente Regulamento;

h) Cada federação poderá inscrever uma equipe formada por atletas que tenham participado da competição individual, excetuando-se a federação anfitriã, que terá o direito de inscrever 2 (duas) equipes tanto no Masculino quanto no Feminino.

DA PESAGEM

Artigo 6º - A pesagem dos atletas será realizada em local e hora determinada, de acordo com a programação divulgada pela CBJ e será realizada no máximo com 24 horas (vinte e quatro) horas e, no mínimo, com 2 (duas) horas de antecedência para o início da competição. Parágrafo único – 1 (uma) hora antes do início da pesagem oficial deverá ser disponibilizada uma balança que ficará à disposição dos atletas, destinada à pesagem livre. Artigo

7º - O atleta será pesado com o corpo nu ou com roupa íntima.

Parágrafo 1º - A responsabilidade da pesagem será da Comissão Especial de pesagem, composta por 2 (duas) equipes com 3 (três) membros (masculino e Feminino), designados pelo Diretor Técnico do evento ou seu representante legal.

Parágrafo 2º - O atleta poderá subir na balança quantas vezes necessitar até atingir sua categoria de peso, desde que, dentro do prazo estabelecido pela organização. Caso o judoca não atinja o limite da sua categoria, o mesmo estará automaticamente inscrito na respectiva categoria do peso aferido.

Parágrafo 3º - No ato da pesagem o atleta deverá apresentar sua carteira de Identificação da CBJ ou da sua federação, além da sua cédula de identidade.

DO CONGRESSO TÉCNICO

Artigo 8º - O Congresso Técnico será realizado em dia, local e horário estabelecidos na programação do evento.

Artigo 9º - Será permitida apenas a presença dos representantes de cada federação participante no Congresso Técnico, sendo o mesmo realizado com qualquer número de delegados presentes, no horário estabelecido.

Artigo 10º - No Congresso Técnico serão abordados os seguintes itens:

a) identificação dos Delegados;

b) confirmação das inscrições;

c) Sorteios das chaves;

d) Orientações e recomendações acerca do evento.

Adaptação das Regras de Arbitragem do Judô para o próximo ciclo olímpico

APRESENTAÇÃO DAS REGRAS - Versão 10 de abril de 2017 

Leia na Íntegra - Confederação Brasileira de Judô

Normas de Controle de Judogui - 2017

Este documento baseado no JUDOGUI REQUERIMENTS AND JUDOGUI CONTROL PROCEDURE da Federação Internacional de Judô – FIJ, visa estabelecer o padrão nacional para a utilização dos judoguis em competições realizadas pela Confederação Brasileira de Judô - CBJ.   


Leia na Íntegra - Normas de Controle de Judogui

Código de Ética

Confederação Brasileira de Judô - CBJ.   


Leia na Íntegra - Código de Ética CBJ