Assembleia Geral Ordinária CBJ 2019

Presidentes das Federações reuniram-se no Rio/RJ para votação da prestação de contas do exercício de 2018 da CBJ

Assembleia Geral Ordinária aprova contas, parecer do Conselho Fiscal e relatórios da CBJ
16/03/19 - A Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) foi conduzida pelo presidente Silvio Acácio Borges, ao lado dos vice-presidentes, José Nilson Gama (1º vice), Danys Marques Queiroz (2º vice) e Seloí Totti (3ª vice), com apresentação e votação das Contas e Parecer do Conselho Fiscal, além de apresentação dos relatórios Técnicos e Administrativos referentes ao exercício de 2018. A AGO aconteceu neste 15 de março.
 
No discurso de abertura da reunião, Silvio Acácio imprimiu importância para a sétima Assembleia à frente da CBJ, num período de quase dois anos de gestão, para responder com dignidade, conhecimento e confiança às demandas de uma entidade que completa 50 anos de trabalhos neste 2019. Acácio evidenciou o orgulho e a importância de estar à frente da CBJ no momento de preparação para disputar os Jogos Olímpicos no Japão, berço do judô.

Assembleia Geral Ordinária aprova contas, parecer do Conselho Fiscal e relatórios da CBJ
Na imagem, os presidentes das federações de Judô do Pará e de Minas Gerais, Alcindo Rabelo Campos e Nedio Henrique Pereira, respectivamente.

Pautas aprovadas por unamidade

Compareceram à AGO, 26 dos 27 presidentes de Federações Estaduais de Judô filiadas à CBJ. 

Cada um dos presidentes recebeu impresso do Relatório Financeiro do Exercício de 2018 e, em arquivo digital, o Relatório Técnico e Administrativo das atividades da CBJ referente a 2018, com detalhes das ações de todas as áreas (financeiro, alto rendimento, categorias de base, eventos, comunicação e imprensa, arbitragem e marketing).
 
Todas as pautas apresentadas durante a reunião foram aprovadas por unamidade pelo colegiado. 

O presidente Acácio ressaltou que a CBJ tem a própria gestão financeira, com suporte de um escritório de contabilidade, além de contratar uma auditoria externa para avaliar as contas que passam pelo crivo do Conselho Fiscal. 

Todos esses documentos estão disponíveis para consultas públicas no site oficial da CBJ para garantir a transparência nos processos.